terça-feira, 12 de maio de 2009

Vestimentas egípcias





O povo egípcio utilizava basicamente o linho para suas vestimentas. Suas vestimentas eram simples. Os nobres usavam saiote pregueado e suas mulheres, vestidos bordados com corda.








Durante o Antigo Império eles usavam: 
  • uma tanga de tecido, enrolada várias vezes ao corpo e presa por um cinto, e 
  • uma manta ou pele mosqueada caíam-lhes pelo ombro 
  • a única coisa que distinguia os monarcas e os nobres das classes inferiores, eram a riqueza dos tecidos e os enfeites 

Durante o Novo Império, foi introduzida uma peça no vestuário egípcio chamada Kalasiris, que era usada por ambos os sexos, e consistia em: 
  • uma túnica longa, sem mangas, que variava somente no comprimento. 
Os egípcios possuíam o cabelo raspado e faziam uso de perucas ricamente ornamentadas. Os faraós usavam ricas coroas de variadas formas, tinham também o hábito de pintar o contorno dos olhos para lhe dar maior destaque. 


alguns tipos de vestimentas egípcias

(origem: história_moda.blogs.sapo.pt)

4 comentários:

  1. é isso me ajudou muito para trabalho de escola!
    fazia hum 2 dias que eu procurava e agora euu achei!
    muito obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Isso também me ajudou por que fazer trabalho sem grupo sem pesquisa não dá

    ResponderExcluir

Egito

Duas grandes forças: o rio Nilo e o deserto do Saara, configuraram uma das civilizações mais duradoras do mundo. Todos os anos o rio inundava suas margens e depositava uma camada de terra fértil em sua planície aluvial. Os egípcios chamavam a região de Kemet, "terra negra". Esse ciclo fazia prosperar as plantações, abarrotava os celeiros reais e sustentava uma teocracia – encabeçada por um rei de ascendência divina, ou faraó – cujos conceitos básicos se mantiveram inalterados por mais de 3 mil anos. O deserto, por sua vez, atuava como barreira natural, protegendo o Egito das invasões de exércitos e idéias que alteraram  profundamente outras sociedades antigas. O clima seco preservou artefatos como o Grande Papiro Harris, revelando detalhes de uma cultura que ainda hoje suscita admiração.

Comentários